Um dia histórico para Francisco Beltrão!!

Hoje o Ceonc- Hospital do Câncer do município recebeu R$8,1 milhões que serão usados para a compra de um PET Scan e insumos. O convênio assinado entre a Itaipu Binacional e a Associação Beneficente Deus Menino aconteceu no próprio hospital com a presença dos diretores do Ceonc, Paulo Ferri e Janoário Oliveira de Souza.

Fico feliz que esse meu pedido junto a Itaipu, feito em parceria com a deputada federal Gleisi Hoffmann, foi atendido e vai beneficiar centenas de pacientes em tratamento. É uma conquista graças também à dedicação e ao trabalho da equipe do Ceonc.

Também quero destacar a sorte que tivemos com a atual gestão da Itaipu, comandada por Ênio Verri, que tem um olhar voltado a área social, ajudando sempre os municípios paranaenses.

O evento contou com a presença do diretor de coordenação da Itaipu, Carlos Carboni, para a assinatura do convênio, e do Superintendente de Responsabilidade Social da empresa binacional, Eduardo Scirea, que desempenhou um papel fundamental em todo esse processo. Scirea disse que foi uma hora para equipe da Itaipu poder trazer esse equipamento tão importante para Francisco Beltrão e destacou que a importância do equipamento para a região.

A aquisição do tomógrafo vai acabar com a antiga via crucis de pacientes saindo do Sudoeste, e de parte de Santa Catarina, em direção a Cascavel.

O aparelho tem uma das tecnologias mais modernas para diagnosticar e acompanhar a presença e a progressão de doenças, entre as quais diversos tipos de câncer. Com ele é possível detectar tumores em todos os lugares do corpo.

As pessoas têm me perguntando:

E quando o equipamento estará acessível para a população?

O diretor administrativo do Ceonc, Paulo Ferri, me explicou que os pacientes poderão fazer o exame com o PET Scan dentro de aproximadamente um ano. Ele explica que o processo é complexo. O hospital já fez a encomenda do PET Scan à empresa norte-americana GE Healthcare, sendo que a entrega pode levar de 6 a 9 meses.

Paralelo a isso a instalação do equipamento depende de uma autorização da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEM). É preciso construir uma sala, com uma espécie de bunker, para a radioatividade do aparelho não contaminar o ambiente. E para isso precisamos da autorização do CNEM. Passada essa fase, o hospital poderá iniciar o atendimento.

Luta Antiga

Credenciar o Ceonc no SUS, pensando em uma saúde de qualidade para os paranaenses, é uma luta antiga do meu mandato.

Em 2011, liderei uma comissão de deputados e lideranças que viajou a Brasília, em audiência no Ministério da Saúde, solicitando o credenciamento junto ao SUS do Ceonc – Hospital do Câncer.

Em agosto daquele ano, o credenciamento do Ceonc foi homologado por unanimidade na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) do Paraná e teve uma importância significativa para as famílias que precisam de atendimento oncológico.

Foi uma negociação com o Ministério da Saúde, que precisou de alteração na lei nacional à época, para que tivesse efetivação o credenciamento. E hoje o Hospital do Câncer de Francisco Beltrão é uma referência para o Sudoeste.

Presenças

Participaram da cerimônia o assessor da Diretoria de Coordenação da Itaipu, Luciano Inácio; assessora da Direção Geral da Itaipu, Zuleide Maccari; representando o presidente da Amsop, prefeito de Marmeleiro, Paulo Pilati; presidente da Acamsop, vereador Tupy Prolo; diretora da 8º Regional de Saúde, Nádia Zanella; diretora da 7° Regional de Saúde, Marcia de Carvalho; prefeitos, representantes de Consórcios e Conselhos de Saúde e lideranças do Sudoeste.

Foi uma grande conquista! Trabalharei ainda mais por uma saúde pública de qualidade e acessível para todos!

Contem comigo!!