Educação

A defesa da educação de qualidade e acessível para todos os paranaenses é uma das bandeiras de meu mandato. Acredito que ela é um instrumento de inclusão social, pois oferece oportunidade e possibilidades de crescimento aos menos favorecidos. Entendo que a escola pública precisa estar bem estruturada para criar um bom ambiente de aprendizado, mas principalmente é preciso que o Estado invista na capacitação dos profissionais da Educação e pague salários dignos e justos.

Ao longo de minha trajetória política tenho me posicionado contra erros na gestão da Educação do Paraná. Sou contrária ao sistema de educação à distância, que provoca a exclusão de milhares de estudantes, afetando a qualidade de ensino, sobrecarregando professores e as famílias, enquanto aumenta a desigualdade.

Outro ponto que tenho me posicionado é com a superlotação das salas de aulas da rede pública. O excesso de alunos em sala de aula impossibilita o professor de dar atendimento adequado às necessidades individuais, traduz-se em baixo rendimento escolar e ainda em baixo nível de ensino.

No meio rural sempre defendi uma educação inclusiva, adaptada a realidade de quem vive no campo. Desde os ensinamentos do educador e filósofo Paulo Freire, na década de 60, percebe-se que quanto mais distante da realidade do estudante, maiores são as chances de evasão. 

Quando olhamos para a realidade da agricultura familiar e das comunidades camponesas, a fuga não é apenas dos bancos escolares, mas também da atividade produtiva, o chamado êxodo rural.

O futuro da agricultura familiar fica cada vez mais comprometido na medida em que os jovens abandonam a atividade produtiva e deixam de morar no meio rural. Por isto, luto por uma educação que trabalhe com a realidade dos alunos do campo.

Projeto de lei Institui o dia 30 de agosto como o Dia de Luta pela Qualidade da Educação Pública no Estado do Paraná

Projeto de Iei 1686/2013 Propõe  a implantação de cursos na Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste, campus de Francisco Beltrão.

Indicação legislativa 424/2012 Sugere ao governador Carlos Alberto Richa que viabilize a liberação de recursos para a construção da sede própria para o colégio estadual  joão Francisco da Silva ao município de Tibagi.

Projeto de lei  88/2011 Dispõe sobre o número máximo de alunos nas salas de aula da rede pública estadual de ensino.

Projeto de lei 513/2001 Inclui no Conteúdo Programático das Escolas de Primeiro e Segundo Graus, da Rede Pública Estadual de Ensino, a matéria de orçamento público.