Para a aprovação são necessários pelo menos 49 votos dos 81 senadores.

A proposta de emenda à Constituição que reforma a Previdência Social começa a tramitar no Senado nesta segunda-feira (1º) e, durante a semana, já poderá receber emendas dos senadores.A única comissão em que a reforma da Previdência será debatida é a CCJ e, regimentalmente, ela ficará em exame por 30 dias. A primeira semana é destinada a receber as emendas e o relator, Tião Viana (PT-AC), deverá apresentar seu parecer nos primeiros 15 dias. Os outros 15 dias são destinados à votação. Se aprovada, a proposta será remetida à votação de todos os 81 senadores, em Plenário. Nessa fase também poderão ser apresentadas emendas e, se isso se confirmar, a reforma voltará à CCJ para exame das emendas de Plenário. Depois da CCJ, a emenda constitucional deve ser votada duas vezes pelo Plenário. Na primeira, ela é discutida por cinco sessões. Se aprovada, deve ser submetida a uma segunda votação, depois de três sessões de discussão. Para a aprovação são necessários pelo menos 49 votos dos 81 senadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *