A falta de acostamento tem colocado em risco a vida de quem se utilizada da rodovia.

A deputada estadual Luciana Rafagnin (PT) apresentou esta semana na Assembléia Legislativa do Paraná projeto de lei, apoiado por unanimidade, que proíbe a construção de novas rodovias no Estado sem acostamentos. Este projeto se justifica, segundo a deputada, pelo alto índice de acidentes ocorridos nas rodovias sem acostamento. Além de ser um reivindicação das populações que moram ou trabalham à margem destas rodovias. Cita ainda como exemplo a região Sudoeste onde a agricultura é predominante e o fluxo de máquinas agrícolas, carroças, animais e pessoas dentro das faixas é alto, justamente por não existir acostamentos, o que ocasiona colisões e atropelamentos, levando a perda de muitas vidas. Também foi aprovado pelos parlamentares o requerimento da deputada Luciana que solicita a construção de acostamento na PR-473, que liga os municípios de Dois Vizinhos e Cruzeiro do Iguaçu. Luciana enfoca que esta reivindicação é antiga e que agora a Secretaria dos Transportes dará todo o encaminhamento para as mudanças.

Outro requerimento da deputada Luciana foi aprovado na AL que proíbe a utilização de acostamentos para a construção de 3ª e 4ª faixas. Somente será permitido a construção de novas faixas se, paralelamente, for disponibilizado o acostamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *